Notícias- Volta Redonda

Número de profissionais formadas pelo projeto ‘Mulheres Mãos à Obra’ pode chegar a 400

 

O prefeito de Volta Redonda, Antonio Francisco Neto, recebeu a confirmação de que a CSN vai contratar, de imediato, 100 profissionais oriundas do projeto “Mulheres Mãos à Obra”, da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos (SMDH). A parceria foi selada no gabinete do prefeito nesta sexta-feira, 7, com a gerente regional de Siderurgia da empresa, Ana Paula Gonçalves.

A direção da CSN apontou que a parceria tende a ser ampliada, elevando o número de mulheres contratadas para 400 profissionais. Na terça-feira, dia 11, está marcado um encontro entre as equipes da CSN e da prefeitura para iniciar o recrutamento das trabalhadoras.

O encontro será às 9h, no Centro de Qualificação Profissional (CQP) Aristides de Souza Moreira, localizado na Avenida Pedro Lima Mendes, nº 495, no bairro Aero Clube. Os organizadores do curso vão convocar as mulheres que se formaram e que estão se formando para receberem instruções sobre a contratação.

“Estamos realizando um sonho aqui hoje, graças à visão da Ana Paula, que é da nossa terra e tem tido todo o carinho ao tratar com nosso povo. Somos muito gratos por esta parceria, que vai mudar a vida de centenas de famílias”, disse Neto.

Para essa fase da parceria, não será exigido das mulheres o Ensino Médio, pois muitas vezes esse fator acaba sendo motivo de corte no processo seletivo. Por outro lado, as contratadas serão encaminhadas para o EJA (Ensino de Jovens e Adultos), com objetivo de aumentar o aprendizado escolar.

Além de conhecerem as áreas de atuação na CSN, as mulheres receberão na terça-feira informações sobre as condições de contratação. Além de salário, elas terão vale-alimentação, auxílio-creche, plano de saúde médico e odontológico, seguro de vida e previdência privada.

Ampliação da parceria

Mais que aproveitar a mão de obra do projeto, Ana Paula destacou a próxima iniciativa da parceria. A partir do ano que vem, a ideia é promover cursos casados com a necessidade da empresa. Um deles deve ser o de Operadora Metalúrgica.

“Vamos fazer estas contratações, pois o curso forma profissionais de alta qualidade. Gostamos tanto do que já vimos que vamos expandir e ampliar em parceria a oferta dos tipos de cursos”, afirmou Ana Paula.

A secretária municipal de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos, Glória Amorim, agradeceu pela parceria e ressaltou a importância do projeto para as mulheres da cidade, citando ainda que a parceria para contratação estimula a participação na qualificação gratuita.

“Antes, o ramo da Construção Civil era um ambiente somente de homens e estamos mostrando a nossa capacidade. Nós começamos o projeto com 40 mulheres no bairro Roma, depois 80 inscritas, 120 e foram aumentando as vagas com o apoio do prefeito Neto, que abraçou essa luta das mulheres de Volta Redonda. E tenho certeza que essa parceria com a CSN vai beneficiar ainda mais as alunas e futuras profissionais da Construção Civil”, afirmou Glória.

Projeto

O “Mulheres Mãos à Obra” é uma iniciativa inovadora no estado do Rio de Janeiro. Foi idealizado pela SMDH, contando com as parcerias da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas), Gegov (Gabinete de Estratégia Governamental) e Fundação Beatriz Gama (FBG).

Podem participar mulheres maiores de 18 anos e moradoras do município, e o projeto disponibiliza vale-transporte, lanche, cadernos, uniforme e o material usado nas aulas práticas, assim como ferramentas e Equipamento de Proteção Individual (EPI). Ao final do curso, elas são certificadas e estarão prontas para buscar o mercado de trabalho.

Fotos de divulgação.
Secom/PMVR



Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021
We use cookies
Utilizamos cookies no nosso website. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar este site e a experiência do utilizador (cookies de rastreio). O utilizador pode decidir por si próprio se quer ou não permitir cookies. Note que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.