Notícias- Volta Redonda

Oficinas foram realizadas durante quatro meses nos Cras do município; inscrições serão abertas na próxima semana

 

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas) de Volta Redonda, através do Programa de Inclusão Produtiva, promoveu na tarde desta sexta-feira, dia 17, no Clube Comercial, a formatura de mil alunos que participaram das oficinas de Capacitação e Inclusão Produtiva (CIP) e do projeto Novos Horizontes, através do Programa Nacional de Promoção ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho).

Todas as oficinas foram realizadas nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras); nos Centros de Convivências; nos grupos de produção de artesanatos e comidas dos Centros de Inclusão Produtiva; no Centro de Inclusão Produtiva do bairro Vila Mury; e no Centro de Educação e Produção Alimentar (CEPA) do bairro São Sebastião. A cerimônia contou com a presença da secretária municipal de Assistência Social, Rosane Marques, do deputado estadual Munir Neto, e da coordenadora do Programa de Inclusão Produtiva, Marlene Motta.

As oficinas foram realizadas durante quatro meses, sendo elas de: artesanato, artes em vidros, artes em costura criativa, barbeiro, cabeleireiro, corte e costura, culinária, designer de sobrancelha, estética (massagem relaxante), manicure, trancista, garçom e treinamento de maitre.

De acordo com a coordenadora do Programa, Marlene Motta, as oficinas de Capacitação e Inclusão Produtiva têm como meta priorizar as famílias em situação de vulnerabilidade social atendidas pela rede de Proteção Social Básica e Proteção Social Especial de Volta Redonda, a partir dos 16 anos de idade.

“O objetivo do Programa de Inclusão Produtiva e Geração de Renda é fortalecer a autonomia econômica dos usuários através da sua participação no mundo do trabalho e ampliar suas oportunidades de acesso ao trabalho remunerado, com perspectiva de sustentabilidade própria”, destacou.

Ela lembra ainda que as ações das Inclusão Produtiva têm três objetivos, que é de formar grupos de produção autogestionário, preparar o usuário para uma atuação como empreendedor individual ou para o mercado de trabalho.

“Contamos ainda com o projeto Novos Horizontes – Acessuas Trabalho –que oferta oficinas para pessoas com idades entre 14 a 64 anos e têm como meta a realização de oficinas de orientação para o mundo do trabalho. Essas oficinas compreendem espaços de reflexão, conscientização e discussão sobre temas relacionados ao mundo do trabalho”, detalhou a coordenadora Marlene Motta.

O deputado estadual, Munir Neto, parabenizou à equipe da Capacitação e Inclusão Produtiva (CIP) e aos formandos pela conclusão das oficinas. "Eu fico muito feliz quando vejo um projeto, que iniciamos na minha gestão à frente da Secretaria Municipal de Assistência Social, rendendo frutos tão positivos. A Inclusão Produtiva traz autonomia para os nossos usuários e muda a realidade de vida. Ser capacitado para o mundo do trabalho hoje, é essencial e fundamental. Parabéns à equipe do CIP e muita sorte para os nossos formandos", disse Munir.

Mudando a vida das pessoas

As oficinas do Programa de Inclusão Produtiva estão mudando a vida de muitos como da Lara Vitória, de 21 anos, moradora do bairro Siderlândia. “Tenho certeza que o curso vai me ajudar daqui pra frente, porque meu sonho é ser cabeleireira. E com a conclusão da oficina isso vai me abrir portas na área profissional”, disse.

A iniciativa está agregando não só na vida dos jovens, mas também da terceira idade como o caso da Maria Rita Nepomucena, de 70 anos, moradora do Santa Cruz, que concluiu a oficina de depilação.

“A nossa vida não pode parar, além dessa oficina eu ainda faço a EJA (Educação para Jovens e Adultos) aos 70 anos. Eu acho que as oficinas da Secretaria Municipal de Assistência Social são muito importantes, pois dão autonomia para as pessoas de todas as idades para ter um oficio, uma atividade remunerada”, disse.

Inscrições abertas

Na próxima semana, as inscrições para as oficinas serão abertas nos centros de Inclusão Produtiva (CIP) dos bairros Vila Mury e Verde Vale, e no Centro de Educação e Produção Alimentar (Cepa) no São Sebastião. Para mais informações e inscrições, os interessados devem procurar o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) mais perto de sua residência.

Fotos de Cris Oliveira – Secom/PMVR.



Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021
We use cookies
Utilizamos cookies no nosso website. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar este site e a experiência do utilizador (cookies de rastreio). O utilizador pode decidir por si próprio se quer ou não permitir cookies. Note que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.