Notícias- Volta Redonda

Aula inaugural com apresentação do programa foi na tarde dessa terça-feira (23) no Cras do bairro Rústico

 

Volta Redonda inaugurou na tarde dessa terça-feira (23) o segundo polo do programa “Empoderadas”, de prevenção de combate à violência contra a mulher. O projeto do Governo do Estado, que já funciona no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do Retiro, agora chegou ao bairro Rústico. A aula inaugural reuniu 22 mulheres na quadra ao lado do Cras, que aprenderam dicas de defesa pessoal e comportamento.

“Convidamos mulheres dentro da faixa etária do programa, a partir dos 13 anos, que fazem parte da rede de assistência da unidade para conhecer o ‘Empoderadas’ e incentivar a participar das aulas”, disse a coordenadora do Cras Rústico, Débora Oliveira.

A coordenadora do Serviço de Convivência da Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas), Patrícia Pereira, lembrou que as aulas no Rústico acontecerão às terças e quintas-feiras, das 13h às 15h.

“O programa vai atender mulheres de toda área de abrangência do Cras, que inclui os bairros São Carlos, Eucaliptal e Santa Teresa”, falou, apresentando a equipe do programa que coordenou a aula inaugural.

A palestrante e professora de tatame do programa “Empoderadas”, Yasmin Thomé, conversou com as mulheres e ensinou algumas técnicas básicas de defesa pessoal.

“Temos que deixar claro que o programa trabalha o acolhimento às mulheres, ensinando técnicas preventivas à violência e, além dos exercícios de defesa pessoal, o ‘Empoderadas’ oferta apoio psicológico, jurídico e de assistência social de forma on-line”, lembrou.

A palestrante também chamou algumas voluntárias para repetir os movimentos de defesa pessoal, que executou com ajuda de outro profissional. Elizabeth dos Santos e Losângela de Fátima, moradoras do bairro Santa Teresa, foram até o meio da roda e fizeram, na prática, as técnicas ensinadas pela professora.

“A gente sabe que a situação real é diferente da simulação, mas o treinamento nos deixa preparadas para reagir da forma mais eficiente”, disse Yasmin, que também deu dicas de prevenção.

O vereador Hálison Vitorino, que compôs a Comissão dos Direitos da Mulher na Câmara Municipal de Volta Redonda em 2023, também prestigiou o lançamento do segundo polo do “Empoderadas” em Volta Redonda.

“O ‘Empoderadas’ vem fortalecer nosso trabalho de prevenção à violência contra a mulher. Além das aulas de defesa pessoal, há assistência jurídica e psicológica para as vítimas de violência”, ressaltou o vereador.

Programa ‘Empoderadas’

O programa “Empoderadas”, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, foi criado em 2019 por Erica Paes, superintendente do “Empoderadas” e especialista em segurança feminina, e que é uma das iniciativas do Programa Estadual de Enfrentamento ao Feminicídio no Estado do Rio de Janeiro.

A iniciativa foi implantada em Volta Redonda por meio de parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas), que oferece aulas de prevenção e enfrentamento à violência contra meninas, mulheres e mulheres trans (através de técnicas de defesa pessoal) e assistência social.

A secretaria municipal de Assistência Social, Carla Duarte, reforça que o programa é um importante instrumento de enfrentamento à violência.

"O ‘Empoderadas’ atua em todas as formas de violência contra o gênero feminino. Durante as aulas elas aprendem a se prevenir de agressões morais, psicológicas, de uma abordagem e de uma importunação sexual, por exemplo. É um trabalho de prevenção", explicou Carla, lembrando que outros polos do programa serão inaugurados gradativamente no município.

Fotos: Cris Oliveira – Secom/PMVR.



Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021
We use cookies
Utilizamos cookies no nosso website. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar este site e a experiência do utilizador (cookies de rastreio). O utilizador pode decidir por si próprio se quer ou não permitir cookies. Note que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.