Notícias- Volta Redonda

119 famílias receberão o benefício no valor de R$,3 mil, pagos em parcela única através de um cartão magnético

A Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), entregou nesta segunda-feira (27) o Cartão Recomeçar, benefício do Governo do Estado concedido à população em situação de vulnerabilidade socioeconômica e relacional atingida por desastres naturais decorrentes de enchentes e deslizamentos.

O benefício foi concedido graças à parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Volta Redonda através da celebração de um Termo de Cooperação Técnica, regulamentado por meio de Resolução da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Cento e dezenove pessoas foram contempladas com o benefício de R$ 3 mil, pagos a cada beneficiário em parcela única através de um cartão magnético. O programa foi instituído pelo Decreto nº 48.057, de 2 de maio de 2022, pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro.

A secretária municipal de Ação Comunitária (Smac), Carla Duarte, acompanhou a entrega, realizada no auditório do Centro Universitário Geraldo Di Biasi (UGB). Ela ressaltou que, para que fosse possível a entrega dos cartões, a Prefeitura conseguiu identificar as famílias que têm direito ao benefício.

“Todas as famílias estão inscritas no CadÚnico e identificadas pelo acompanhamento familiar. Elas estão sendo acompanhadas pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) desde o momento que aconteceram as chuvas no ano passado, quando foi realizado um mutirão de emergência. O acompanhamento é realizado pelas equipes técnicas através pelo Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), dentro dos Cras. Mesmo depois do recebimento desse cartão essas famílias continuarão a ser acompanhadas até que estejam de volta em situação de proteção e segurança”, explicou a secretária.

Em discurso, o deputado estadual Munir Neto agradeceu o empenho do governador do estado, Cláudio Castro, e da secretária estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Rosângela Gomes.

“A entrega desses cartões é um momento importante para os moradores de Volta Redonda. É mais uma assistência dada àquelas famílias que foram atingidas pelas chuvas, para ajudar essas pessoas nesse processo de reconstruir suas vidas após um momento tão difícil”, disse Munir.

A secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Rosângela Gomes, destaca que o benefício serve para contribuir para o bem-estar dessas famílias.

“Já passei por essas situações diversas vezes, e quem nos ajudava eram os vizinhos ou familiares. Hoje, o Governo do Estado, juntamente com o prefeito Neto e deputado Munir, estão unindo forças para ajudar essas famílias”, disse a secretária.

A dona de casa Flavia Rosane Inês, 48 anos, moradora do bairro Retiro, foi uma das beneficiadas com o Cartão Recomeçar. “Perdi tudo durante as chuvas, e desde então estou sendo assistida pela Smac. Esse cartão veio na hora certa, pois não tinha nada. Minha prioridade é de comprar uma geladeira”, ressaltou.

Cartão Recomeçar

O Cartão Recomeçar é um benefício pago à população em situação de vulnerabilidade socioeconômica e relacional atingida por desastres naturais decorrentes de enchentes, deslizamentos, desabamentos e incêndios. O benefício pode ser utilizado para compra de materiais de construção, mobiliário e eletrodomésticos. Os critérios para a definição dos beneficiários foram definidos pelo governo estadual.

O benefício é destinado exclusivamente às famílias que cumpram, cumulativamente, os seguintes requisitos: possuam renda familiar per capita de até meio salário-mínimo ou renda familiar total de até três salários-mínimos à época do acorrido; estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); residam em municípios em que houve reconhecimento de desastre natural pela Defesa Civil; e que residam em imóveis diretamente atingidos pelo desastre.

A ausência de utilização e/ou movimentação da conta vinculada ao cartão no prazo de seis meses, contados de sua disponibilização, gerará o automático bloqueio, cancelamento e recolhimento do auxílio financeiro e sua restituição aos cofres públicos, independentemente de prévia ou de posterior notificação do beneficiário.

Foto: Geraldo Gonçalves – Secom/PMVR



Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021
We use cookies
Utilizamos cookies no nosso website. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar este site e a experiência do utilizador (cookies de rastreio). O utilizador pode decidir por si próprio se quer ou não permitir cookies. Note que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.