Notícias- Volta Redonda

Patrulhamento mais que dobrará e reuniões na Secretaria de Ordem Pública debateram pontos onde o reforço poderá ser realizado nos bairros

A Prefeitura de Volta Redonda, em conjunto com as associações de moradores, está ajustando como será a expansão do policiamento na cidade. Um ciclo de visitas com os representantes das comunidades teve início nesta semana na Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), na Ilha São João. Os presidentes de associações que compareceram às reuniões puderam sugerir pontos nos bairros onde o policiamento pode acontecer e conheceram toda a estrutura da Semop, desde o auditório, a CAU (Central de Atendimento Único) e até o Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública), onde ocorre o monitoramento por câmeras da cidade.

Semelhante ao que já ocorre nos bairros Retiro e Aterrado – que são atendidos pelo Sistema Integrado de Segurança (com a atuação de policiais militares e guardas municipais em conjunto) -, todos os demais bairros serão contemplados com a expansão do policiamento. Os agentes foram capacitados e contarão com o auxílio das câmeras de monitoramento da cidade. O projeto se baseia nas abordagens, criando um elo de proximidade com a população – o que também auxilia no policiamento ostensivo.

O secretário municipal de Ordem Pública, tenente-coronel Luiz Henrique Monteiro Barbosa, explicou que a expansão do policiamento já foi definida, com base na mancha criminal, levando em consideração dados do Instituto de Segurança Pública (ISP). Este levantamento indica quais são os locais e horários de maior incidência de crimes, no entanto, este trabalho em conjunto com as associações de moradores visa atuar nas subnotificações de crimes.

“Já temos a mancha criminal, mas queremos ouvir as associações de moradores e combater as subnotificações de crimes, que são aquelas práticas delituosas que ocorrem, mas que por algum motivo não são registradas. Às vezes tem uma rua, um horário, um dia na semana, que é importante que uma viatura permaneça ali por 30, 40 minutos. As viaturas irão rodar por todos os bairros, então nós vamos ter policiamento das 9h às 21h, pois identificamos que esse horário é o de maior incidência de crimes. E temos essa missão de gerar mais segurança na cidade”, disse o secretário municipal de Ordem Pública, tenente-coronel Luiz Henrique Monteiro Barbosa.

Policiamento mais que dobrará

Com a expansão do Sistema Integrado de Segurança, o policiamento em Volta Redonda mais que dobrará. Atualmente são duas viaturas do projeto, que contarão com mais cinco veículos, totalizando sete. Com isso, 21 agentes de segurança estarão à disposição da população.

“O que estamos propondo é um policiamento de proximidade, focado na relação interpessoal entre os agentes e o cidadão de bem. Nós já temos um planejamento, mas ouvir os presidentes das associações de moradores tem como objetivo otimizar o policiamento nos bairros. Volta Redonda mais que dobrará o policiamento nos bairros”, ressaltou Luiz Henrique.

“Estamos levando o Proeis, junto com a nossa Guarda Municipal, a todos os bairros e ampliando o número de viaturas. Vamos fazer de Volta Redonda um lugar que todos sonhamos viver um dia, com muita segurança e qualidade de vida. E estamos conseguindo graças à parceria entre o Poder Público Municipal, o Governo do Estado e a Polícia Militar”, destacou o prefeito Antonio Francisco Neto.

Foto: Divulgação – Semop/PMVR



Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021
We use cookies
Utilizamos cookies no nosso website. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar este site e a experiência do utilizador (cookies de rastreio). O utilizador pode decidir por si próprio se quer ou não permitir cookies. Note que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.