Notícias- Volta Redonda

Foram 543 no mês passado, o maior número desde a inauguração em 2009; resultados positivos são atribuídos à intensificação de campanhas de conscientização

 

O Hemonúcleo de Volta Redonda, que funciona anexo ao Hospital São João Batista (HSJB), alcançou o maior recorde histórico de doações em agosto, desde a inauguração em 2009. Foram 543 bolsas de sangue coletadas, superando o que já havia sido registrado em julho, que na ocasião foram 523. Esses resultados positivos colocam o Hemonúcleo de Volta Redonda no segundo lugar no estado em número de doações, ficando atrás apenas do Hemorio, na capital.

Os números históricos são atribuídos à intensificação de campanhas de conscientização que vem sendo realizadas pelo Banco de Sangue: “Estudante Sangue Bom” e “Universitário Sangue Bom”. As ações aumentaram principalmente o número de jovens, segundo a assessora do Hemonúcleo de Volta Redonda e responsável pela captação de doadores, Cristina Teixeira.

“Nosso serviço de captação vai até as escolas de Ensino Médio, realizamos uma palestra de conscientização com os alunos mostrando a necessidade, o cenário no país, no nosso município e tiramos as dúvidas dos jovens. Marco com a direção da escola uma data para trazermos os alunos para coletivamente doarem e eles vem com o apoio da Smac (Secretaria Municipal de Ação Comunitária), Guarda Municipal e Coordenadoria da Juventude”, disse Cristina, ressaltando que as ações contam com a cessão de um ônibus para o transporte dos doadores.

A assessora do Hemonúcleo de Volta Redonda destacou que este trabalho serviu para oferecer informação às pessoas e derrubar alguns mitos.

“Percebemos que muitas pessoas não vinham por falta de informação. Tinham dúvidas e não sabiam que uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas. Esses jovens acabam se tornando multiplicadores, levando informações aos familiares e amigos também. Este modelo foi inspirado em países que possuem alto número de doadores de sangue. Em alguns, os jovens recebem orientações sobre o tema nas salas de aula. E queremos exatamente isso: levar informação e conscientizar os nossos jovens sobre a importância da doação de sangue, incentivando-os a serem adultos doadores regulares”, frisou Cristina.

Quem pode doar sangue?

Pode doar qualquer pessoa com idade entre 16 e 69 anos, sendo que os menores de 18 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis; é necessário estar em boas condições de saúde; e não precisa estar em jejum. As pessoas que se imunizaram contra a Covid-19 precisam esperar sete dias antes de fazer a doação. As mulheres precisam de um intervalo de três meses entre as doações, e os homens, de dois meses.

As doações na unidade, que funciona no Hospital São João Batista (HSJB), podem ser feitas das 7h às 13h. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (24) 3339-4242 (ramais 325 e 326).

Unidades beneficiadas

Além do Hospital São João Batista, o Hemonúcleo de Volta Redonda atende mais cinco unidades: o Hospital Municipal Dr. Munir Rafful (HMMR), no Retiro; o Hospital Nelson dos Santos Gonçalves (antigo Cais Aterrado); além de três hospitais privados na cidade (Hinja, Santa Cecília e Viver Mais); e ainda fornece hemocomponentes para unidades em outros dois municípios (Pinheiral e Piraí).

Fotos: Divulgação/PMVR



Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021
We use cookies
Utilizamos cookies no nosso website. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar este site e a experiência do utilizador (cookies de rastreio). O utilizador pode decidir por si próprio se quer ou não permitir cookies. Note que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.