Barra Mansa tem plano de ação aprovado e receberá R$ 1,2 milhão, que será destinado aos agentes culturais

Barra Mansa tem plano de ação aprovado e recebera 1.2 milhões

Com a aprovação, município fica apto a receber recursos da Lei Aldir Blanc no primeiro lote

 

Desempenho e compromisso resultaram na aprovação em primeiro lote do plano de ação para aquisição do recurso destinado aos agentes culturais de Barra Mansa, proveniente da Lei Aldir Blanc. Nesta terça-feira (25), a Fundação Cultura foi notificada pela Secretaria de Nacional de Economia Criativa e Diversidade Cultural que o documento está de acordo. Segundo o cronograma de pagamento, publicado no diário oficial, os municípios que tiverem os planos aprovados até 1° de setembro receberão o recurso até dia 11 do mesmo mês.

 

Barra Mansa receberá R$ 1,2 milhão e esse dinheiro ajudará os agentes culturais que tiveram que encerrar ou adiar suas atividades, devido a Covid-19. Os pagamentos variam de R$ 600, para agentes culturais, subsídios mensais que diversificam entre R$ 3 e R$ 10 mil para organizações culturais e ainda mais de 20 editais com valores variados para todos os setores representados no Conselho de Cultura.  

 

Segundo o presidente da Fundação Cultura Barra Mansa, Marcelo Bravo, o município é um dos primeiros do estado a ter o plano de ação aprovado. “Apesar da dificuldade e complexibilidade da plataforma de tramitação dos recursos, ter nosso plano aprovado, comprova a capacidade técnica de Barra Mansa em administrar os recursos. Isso fortalece o destaque que o município vem garantindo nas ações emergenciais em relação aos efeitos da pandemia na cidade”, disse.    

 

Sobre os agentes, Bravo continuou. “Agora solicitamos que os agentes culturais se preparem, pois os editais serão abertos e os pagamentos serão disponibilizados em seguida. Buscamos sempre nos antecipar, estando um passo a frente e nos adiantando conforme os prazos”.

 

Para finalizar o presidente ainda falou que Barra Mansa está ajudando outros municípios do estado a conseguirem alcançar o primeiro lote da lei emergencial. “Desde maio, com o surgimento da Lei Aldir Blanc, a gente trabalha junto em articulação com todos os municípios do estado, assim como do país, com reuniões, audiências e grupos de trabalhos”, completou o presidente.

 

Leia também: