Samuca estende medidas de combate ao Novo Coronavírus em Volta Redonda

Samuca estende medidas de combate ao Novo Coronavírus em Volta Redonda

Cidade tem 55 casos confirmados de contaminação pelo vírus 

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, anunciou nesta sexta-feira, dia 03, novas medidas de combate a Covid-19, o Novo Coronavírus. Em vídeo ao vivo pelas redes sociais, atualizou os dados de contaminação pelo vírus na cidade. Volta Redonda é o terceiro município do Estado do Rio com maior número de casos. Até agora, são 52 caos confirmados, duas mortes, 410 suspeitos e 92 descartados.

 

Samuca aproveitou o anúncio ao vivo para dar um recado a população, destacando a importância das restrições e do isolamento social. “Ainda estamos vendo muitas pessoas nas ruas. Precisamos ter consciência da importância do isolamento social. O vírus é o mesmo no mundo inteiro, estamos vendo a quantidade de mortos na Inglaterra, Estados Unidos, Itália. Vamos ficar em casa”, disse o prefeito, ressaltando que a fiscalização da prefeitura está atuando para coibir comércios – que não estão liberados – de abrirem as portas. O telefone para denúncia é o 156.

 

Diante dos dados confirmados, o prefeito Samuca Silva ampliou até a próxima sexta-feira dia 10, o cancelamento da gratuidade da passagem de ônibus dos idosos com mais de 60 anos, visando assim diminuir o fluxo de pessoas da faixa de risco nas ruas.

 

O prefeito ainda destacou que os estabelecimentos comerciais permitidos para permanecerem abertos – como supermercados e farmácias – devem fornecer aos seus trabalhadores máscaras de proteção. “Isso é importante. Estamos vendo os órgãos de saúde demonstrarem a importância da máscara. Vale lembrar que a utilização de máscara protege que alguém que esteja contaminado e seja assintomático, passe o vírus para outra pessoa”, disse Samuca.

 

Já as atividades comercias que não estão funcionando deverão permanecer fechados até, no mínimo, 13 de abril, conforme orientação do Ministério Público e de acordo com o decreto do governador Wilson Witzel. Já para os feirantes que comercializam gêneros alimentícios, foi permitido pela prefeitura que, caso eles tenham um local fixo para comercializar, terão permissão pelo prazo de 60 dias para venderem seus produtos de acordo com as determinações anteriores de se evitar aglomeração, como mercados e padarias.

 

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, destacou que já foram realizadas 85% das obras do Hospital de Campanha, que está sendo erguido no Estádio Raulino de Oliveira. “Nesta sexta-feira, chegaram os 114 colchões, assim como os dois geradores e estamos instalando o oxigênio. Estamos preparando a cidade. Esperamos que não precisar usar essa estrutura, mas ela vai estar pronta caso o vírus avance”, disse Alfredo Peixoto.

 

O prefeito destacou que no domingo, dia 05, vai anunciar um pacote de ações de cunho social. E na terça, dia 07, vai anunciar as medidas administrativas, de gestão econômica da prefeitura, preparando a cidade para uma possível queda de arrecadação.

 

Por SecomVR

 

Leia também: