Segunda edição da feira de artesanato terá oficinas gratuitas na Praça do Trenzinho nesta sexta-feira, dia 13

Segunda edição da feira de artesanato terá oficinas gratuitas na Praça do Trenzinho nesta sexta-feira, dia 13

Além da exposição de produtos artesanais para venda, o evento contará com novidade: ensinamento de técnicas de decupagem e jateado, entre outras habilidades

 

A segunda edição da Feira de Artesanato da Praça do Trenzinho, no bairro Campos Elíseos, será promovida nesta sexta-feira, dia 13, das 9h às 17h. O projeto, lançado no dia 14 de fevereiro deste ano, pela Prefeitura de Resende, contará com uma novidade nesta temporada: oficinas gratuitas para aprendizagem de técnicas de decupagem, jateados, reciclagem e confecção de caixas com material de EVA, tiaras e chaveiros. O evento é organizado toda segunda sexta-feira do mês, pelo governo municipal, por meio da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, com o envolvimento de 40 artesãs do município.

 

As novas oficinas estarão à disposição da população a partir de 13h. Para participar, basta comparecer ao local. Todo o material para a produção de peças das oficinas é oferecido pelo projeto. O secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Tiago Diniz, explicou que a inclusão das oficinas servirá como chamariz para atrair um público maior ao local, além de ajudar a construir um novo papel de geração de renda para quem estiver interessado.

 

— A feira é uma forma de promover com maior frequência oportunidades de venda e divulgação do trabalho das artesãs da região. O projeto reúne interesses voltados para a valorização da mão de obra destas profissionais, que resultam no impulsionamento da economia regional. O objetivo da Prefeitura é fomentar o artesanato regional, além de integrar mais uma atividade econômica que ajuda a alavancar o turismo no município. Para aumentar a repercussão do evento, as artesãs vão oferecer oficinas gratuitas para o ensinamento de habilidades no universo do artesanato, com material disponibilizado pela equipe. O novo atrativo visa chamar a atenção das pessoas, que poderão aprender uma nova atividade laboral durante as compras na feira. A iniciativa das artesãs vai além do impacto de lucros, pois contempla a formação de pessoas para uma nova ocupação profissional – frisa.

 

O secretário reforçou como funciona a exposição das mercadorias, lembrando que a feira é responsável pela geração de renda de aproximadamente 40 famílias.

 

 

— No evento, a população pode encontrar trabalhos fabricados manualmente, como bonecas, panos de prato, crochês, tapetes, pesos de porta e outras utilidades e adereços. É uma maneira de valorizar o trabalho das artesãs, proporcionando um espaço bem organizado, que já faz parte do calendário oficial de eventos da Prefeitura. O público interessado será direcionado a buscar suas necessidades nesta feira, além de se encantar com a criatividade e beleza dos mais variados itens expostos. Com a periodicidade estabelecida na agenda oficial, a intenção é fidelizar clientes para este tradicional setor da economia de Resende – reforça.

 

Leia também: