Prefeitura de Resende distribui mais de 40 mil máscaras e aposta em ações de conscientização contra covid-19

Prefeitura de Resende distribui mais de 40 mil máscaras e aposta em ações de conscientização contra covid-19

Uso obrigatório da máscara facial foi determinado por meio do Decreto Municipal nº. 13.248 de 12 de maio de 2020

 

Como uma das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Resende distribuiu mais de 40 mil máscaras faciais e apostou em ações de conscientização para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). A obrigatoriedade do uso de máscaras no município foi determinada a partir do Decreto nº. 13.248 de 12 de maio de 2020, em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus. O governo municipal vem investindo em campanhas sobre a alta relevância da proteção com máscaras por meio das plataformas digitais, nas suas páginas oficiais do Facebook e Instagram (@prefeituraresende). Com o Decreto Municipal, a atuação das secretarias e dos órgãos municipais foi reforçada nas ruas, com a entrega de máscaras produzidas pela Prefeitura ou oriundas de doações, além de orientações sobre seus benefícios diante da possibilidade de contágio.

 

Com o objetivo de manter a flexibilização do comércio, de prestadores de serviços e outras atividades essenciais e não essenciais, a Prefeitura promove ações de fiscalização constantemente, visando orientar a todos em relação às medidas sanitárias adotadas que devem ser respeitadas nesta nova realidade. As secretarias e órgãos municipais estão unindo esforços para combater a pandemia. A equipe da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, por exemplo, segue com o trabalho de conscientização nos principais centros comerciais, alertando sobre o cumprimento dos protocolos de segurança e esclarecendo toda a população quanto aos cuidados necessários neste período, tais como: uso obrigatório de máscara; higienização das mãos com álcool em gel ou água e sabão; distanciamento social; e limpeza adequada dos espaços públicos.

 

Rotineiramente, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Resende e Divisão de Fiscalização de Posturas atua em diversos pontos da cidade, a fim de propagar informações que ajudem a despertar as pessoas para a adoção de medidas preventivas. O comandante da GCM, César Ricardo Aureliano Laurindo, destaca a importância das mobilizações em prol das medidas preventivas, ao apresentar um balanço positivo das últimas ações.

 

— Um ponto bastante focado durante as abordagens nas ruas é a respeito do uso obrigatório de máscara, que é um dos grandes aliados no combate ao novo coronavírus. Todos os dias, há fiscalização em relação ao cumprimento das medidas de segurança contra a Covid-19, especialmente, nos lugares onde há maior chance de aglomerações. A Prefeitura está empenhada para que haja a maior adesão possível de pessoas comprometidas com a Saúde Pública do Município, obedecendo aos protocolos sanitários para o funcionamento de serviços e atividades essenciais e não essenciais, bem como os cuidados básicos de higiene pessoal. Recentemente, foi desenvolvida uma megaoperação nas seguintes localidades: região da Grande Alegria; Paraíso; Surubi; Vicentina; e área do bairro Campos Elíseos, entre outras. Participaram da ação: efetivo da Guarda Municipal; Vigilância Sanitária; Divisão de Fiscalização de Posturas; Superintendência de Ordem Pública; Ouvidoria; e voluntários. Além da distribuição gratuita de máscaras, os envolvidos informaram questões importantes como o uso correto dos protetores faciais, limpeza adequada do material facial exposto, vantagens do isolamento social, recomendações ao sair para compras de mercado ou outras necessidades e demais medidas sanitárias. O principal objetivo é buscar alternativas que auxiliem no controle do avanço da doença, evitando, desta forma, a decisão de medidas mais restritivas como o lockdown – reforça, acrescentando que a Saúde do Município passou por diversas reformulações devido à pandemia.

 

DICAS DE USO DAS MÁSCARAS

A Prefeitura Municipal continua investindo em divulgações dinâmicas, ilustrativas e de conteúdo científico para deixar toda a sociedade bem informada, além do Boletim Covid-19, que permite transparência dos dados dos casos na cidade, e da disponibilização do painel digital (https://dash-covid-uerj.herokuapp.com/), em parceira com a UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

 

Entre os cuidados de manuseio e higienização exigidos com a máscara, veja as instruções: a máscara é de uso individual e não deve ser compartilhada; deve tampar nariz e boca, estar bem firme no rosto; não deve deixá-la no pescoço; lavar separadamente com água e sabão; deixar de molho na água, sabão e água sanitária ou equivalente (de 20 a 30 minutos); passar com ferro; guardar a máscara limpa em um recipiente fechado; lavar as mãos antes de usar a máscara; é recomendado o uso por, no máximo, três horas; carregar reserva ao sair; se tocar na máscara, lavar as mãos ou higienizá-las com álcool em gel; se estiver úmida, deve trocá-la ou descartá-la; mesmo de máscara, manter distância de mais de um metro de outra pessoa; ao retirar o protetor facial, lavar as mãos; deve ser retirada pelo elástico ou nó, sem tocar na parte frontal; a máscara suja deve ser armazenada em saco plástica ou lavada imediatamente; e deve descartá-la ao verificar perda da elasticidade nas hastes de fixação ou deformidades no tecido.

 

Vale lembrar sobre o impacto do uso da máscara na luta contra o novo coronavírus, uma vez que a probabilidade de contágio é reduzida. No caso de uma pessoa infectada pela Covid-19, se alguém utilizando máscara se aproximar, o risco de contágio é alto. Se o indivíduo infectado estiver com protetor facial e alguém sem máscara estiver por perto, o risco é médio. Caso ambas estejam com máscara, a probabilidade é considerada baixa.

 

Leia também: