Operação da Prefeitura de Resende com a PM resulta em apreensão de linhas chilenas e com cerol

Operação da Prefeitura de Resende com a PM resulta em apreensão de linhas chilenas e com cerol

Ação também teve como consequência a dispersão de aglomerações de pessoas soltando pipa no bairro Acesso Oeste

 

Na última quinta-feira, dia 2 abril, a Prefeitura de Resende, em parceria com a Polícia Militar, realizou uma operação que resultou na apreensão de linhas chilenas e linhas com cerol, material que por lei ilegal. A apreensão aconteceu no bairro Acesso Oeste, coibindo também aglomerações no local.

 

 

A ação aconteceu através do trabalho em equipe entre a Superintendência de Ordem Pública, a Guarda Civil Municipal e a PM. As autoridades tomaram conhecimento sobre o material ilegal, que oferece riscos à saúde da população, através de denúncias anônimas.

 

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, César Laurindo, cerca de 10 carretéis de linhas de pipa ilegais foram apreendidos. As atividades de fiscalização, bem como a operação, continuarão nos próximos dias em Resende, principalmente na região da Grande Alegria.

 

- As ações continuarão nos próximos dias e o material apreendido ficará retido na Prefeitura. São materiais ilegais que geram riscos à integridade física de quem manuseia e também para outras pessoas quem nada tem a ver com o uso. É fundamental também reforçar a importância de ficar em casa neste momento, como recomenda a Organização Mundial da Saúde, para evitar o progresso do coronavírus - reforçou o comandante.

 

 

Linhas proibidas por lei

A lei estadual Nº 8478 de 18/07/2019 proíbe a comercialização, o uso, o porte e a posse da substância constituída de vidro moído e cola (cerol), além da linha encerada com quartzo moído, algodão e óxido de alumínio (linha chilena), e de qualquer produto utilizado na prática de soltar pipas que possua elementos cortantes.

 

Leia também: