Prefeito Rodrigo Drable reforça a necessidade do isolamento domiciliar nesta semana considerada crucial para a contaminação do Covid-19

Prefeito Rodrigo Drable reforça a necessidade do isolamento domiciliar nesta semana considerada crucial para a contaminação do Covid-19

Barra Mansa tem 10 casos confirmados e 15 suspeitos do novo coronavírus 

 

O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable, atualizou na noite deste domingo (5), os números de casos pelo novo coronavírus no município. Ele confirmou que a contaminação pelo Covid-19 tem sido crescente, com 10 pessoas confirmadas com a doença e outras 15 aguardando o resultado do exame. Na oportunidade, ressaltou que esta semana, até o dia 13, é considerada pelos especialistas como crítica para o maior número de contaminações. 

 

- Isso não quer dizer que teremos um expressivo número de confirmações de casos nos próximos dias, mas que as pessoas que estão contaminadas, aguardando o resultado dos exames ou que são assintomáticas e que não estão fazendo o isolamento domiciliar da forma adequada, vão estar transmitindo o vírus para outros cidadãos. Essa previsão foi apontada desde o início da pandemia e tudo indica que ela vai se confirmar – destacou o prefeito. 

 

Com relação aos 10 casos confirmados, o prefeito disse que a quantidade está muito longe da realidade, não somente no município, mas em todo o Estado do Rio. Ressaltou ainda que enquanto não houver o teste rápido, onde seja possível o resultado em poucas horas, o problema irá persistir. “Hoje, os resultados têm demorado em média de sete a oito dias para chegar. O paciente faz o teste e quando o resultado chega, já está curado. Muitas pessoas que deveriam ser testadas não são por não existir disponibilidade do exame. Só estão sendo testados os casos graves e, isso não é o certo, mas é o que nós temos. É muito difícil administrar essa realidade, que faz parte do contexto de todo o país e em boa parte do mundo. Não existem equipamentos de proteção individual disponível. O presidente dos Estados Unidos chegou a dizer que não quer que ninguém tenha, que é só para eles. Uma decepção muito grande mesmo para aqueles que tinham alguma restrição com os americanos. Uma decepção mundial pois não é somente eles que podem ter suas vidas preservadas. As cargas, contendo inclusive os testes rápidos, que deveriam chegar ao Brasil, foram paradas na aduaneira americana e confiscadas”. 

 

Ao comentar sobre os 15 casos suspeitos, o chefe do Executivo afirmou que esse número já não está sendo utilizado como referência, porque a expectativa é muito maior. “Assim sendo, precisamos manter o isolamento domiciliar e só buscar o atendimento médico se houver necessidade. Todos os informes médicos apontam para que as pessoas só busquem pelos hospitais mediante problemas respiratórios que estejam se agravando”. 

 

Ainda nesta segunda-feira (6), o prefeito espera obter o resultado de uma conversa com o governador Wilson Witzel com relação aos testes rápidos para o Covid-19, os respiradores, monitores e leitos para equipar o Centro de Triagem de Infectologia, que funcionará na UPA da Região Leste. Toda a reestruturação necessária no imóvel já foi feita, restando agora o envio dos equipamentos pelo Governo do Estado. 

 

O cenário de países como Equador e o próprio Estados Unidos foi citado por Rodrigo Drable para reforçar a determinação da reclusão social. “O número de mortes nestes países tem sido brutal. No Equador a situação é agravada pela falta de infraestrutura, com corpos que se espalham pelas ruas. Por isto, eu peço: fiquem em casa, mantenham seus filhos dentro de casa. Está evidente que a doença não está poupando crianças e jovens. Nós não temos policiais e guardas municipais para pegar essas crianças e jovens e levá-los para suas casas. Não há capacidade operacional para isto. Portanto, cuidem de seus filhos, dos seus idosos, se cuidem.” 

 

RESTRIÇÃO AO TRANSPORTE INTERMUNICIPAL - O prefeito revelou que houve uma conferência durante a tarde de domingo com o secretário de Estado de Transporte, Delmo Manoel Pinho, para tratar do decreto do governador sobre a restrição do transporte público intermunicipal entre Barra Mansa, Volta Redonda e Pinheiral. 

 

- Eu discordo veementemente da forma como estava sendo feito. O decreto dizia que não poderia ter transporte público entre esses municípios. O secretário esclareceu que não era essa a intenção, que a medida tem o objetivo de impedir que outras pessoas entrem na nossa região. Eu também discordo dessa medida, pois essas cidades ficariam isoladas, sem comunicação com outros municípios. Também temos profissionais de saúde que moram em Resende, Rio Claro, Rio de Janeiro e trabalham nessas cidades. Temos especialistas dos quais não podemos abrir mão neste momento. Enquanto defensor de Barra Mansa, penso que essa medida é inadequada para a nossa cidade. Na minha opinião, o Detro precisa fiscalizar as linhas que fazem conexão com Volta Redonda e que estão lotadas de passageiros pela manhã. A prefeitura não tem como fiscalizar, já que ultrapassa a competência do Poder Público Municipal. É atribuição do Estado. Nessa reunião, eu reafirmei que o Estado precisa aumentar essa fiscalização, que precisa ser disponibilizado mais veículos e que os passageiros não podem viajar em pé em hipótese nenhuma. Eu conversei com o governador e até a próxima quarta-feira este decreto está suspenso e ele vai editar um novo fazendo correções - concluiu o prefeito.

 

Leia também: