Samuca anuncia medidas de austeridade diante do combate ao Novo Coronavírus

Samuca anuncia medidas de austeridade diante do combate ao Novo Coronavírus

Volta Redonda tem quatro óbitos e 84 casos confirmados de Covid-19 

 

Em anúncio feito pelas redes sociais nesta quinta-feira, dia 9, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, anunciou novas medidas econômicas diante do combate a Covid-19, o Novo Coronavírus. Samuca também atualizou os dados de contaminação no município. Mais uma morte – de uma mulher de 65 anos – foi confirmada por coronavírus. A cidade passa a ter quatro óbitos confirmados e três mortes suspeitas pela Covid-19. Os casos de contaminação também subiram: agora são 84 confirmados e 602 casos notificados como suspeitos.

 

 

Diante do quadro, o prefeito anunciou medidas de austeridade que podem gerar, ao município, uma economia de quase R$ 60 milhões. Diminuir o valor da folha de pagamento do município foi uma das medidas determinadas por Samuca. O prefeito orientou a Secretaria de Administração (SMA) viabilizar, já a partir de abril, o corte de 10% na folha. E também orientou estudos para que, em casos específicos, servidores tenham a carga horária reduzida para assim terem redução de salários. “O impacto de todas as medidas que estamos ordenando podem chegar, se tiverem êxito, a R$ 60 milhões”, estimou. 

 

O prefeito também autorizou a Secretaria Municipal de Fazenda (SMF) a negociar a venda da gestão da folha de pagamento do município com uma instituição financeira. Samuca ainda anunciou o corte de 25% dos contratos não essenciais de toda estrutura municipal. 

 

Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET) tem a meta de negociar terrenos do município, para possíveis investimentos do setor privado, na ordem de R$ 10 milhões. “O decreto com o detalhamento de todas essas e outras medidas será publicado nos próximos dias”, disse o prefeito.

 

Outra medida é o pedido para que Procuradoria Geral do Município (PGM), junto à Secretaria de Meio Ambiente (SMMA), busque de formas judiciais utilizar 10% do Termo de Ajustamento de Conduta Ambiental, assinado com a CSN, para ser utilizado pela Secretaria de Saúde (SMS). O valor seria da ordem de R$ 30 milhões. 

 

Samuca também aproveitou a live pelas redes sociais para anunciar que será lançado, em 15 de abril, o site www.comerciovr.com.br, uma plataforma de divulgação de estabelecimentos e produtos, com possibilidade de venda online. Será um shopping virtual e os empresários terão acesso livre no site”, disse o prefeito, acrescentando que o site será mantido pela prefeitura. 

 

 

Samuca volta fazer apelo por isolamento social 

Durante a transmissão, o prefeito Samuca Silva voltou a fazer o apelo para que a população fique em casa, cumprindo isolamento domiciliar. “Somos a terceira cidade do Estado do Rio com mais casos em números absolutos. Mas, na proporção casos confirmados e habitantes, somos a primeira cidade. Nesse mesmo contexto de casos e habitantes, somos a sexta no Brasil com mais contaminados. Pessoal, o vírus é mundial e está em Volta Redonda. Se a gente não tivesse tomado as medidas de restrição cedo, esse número seria muito maior’’, disse o prefeito. 

 

Samuca revelou ainda que recebeu, nesta quinta-feira, uma recomendação do Ministério Público do Estado para que as medidas de restrição de aglomeração não sejam suspensas. “E já adianto para a população que vamos seguir essa recomendação. Não tem como flexibilizar nesse momento, os números estão aumentando de forma alarmante’’, disse Samuca. 

 

O Secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, comentou que a medida de restrição domiciliar é uma das principais para evitar o contágio em massa. ‘’Estamos mantendo uma média de 13% de contaminados de todos os exames feitos. Com isso, com mais de 600 casos suspeitos, podemos ter outras 80 pessoas com Covid-19. Por isso digo que uma das medidas para a gente achatar a curva é o isolamento social’’, complementou Alfredo Peixoto.

SecomVR

 

Leia também: