Programa Segurança Presente inaugura segunda base na Baixada Fluminense

Programa Segurança Presente inaugura segunda base na Baixada Fluminense

Unidade de Austin, em Nova Iguaçu, é a décima-quinta a ser instalada pelo Governo do Estado

 

O Governo do Estado do Rio de Janeiro inaugurou, nesta quarta-feira (30/10), a segunda base da Operação Segurança Presente na Baixada Fluminense. A unidade de polícia de proximidade e atendimento social foi instalada na praça de Austin, em Nova Iguaçu, município que já conta com a estrutura do programa no Centro. Esta é a décima quinta unidade inaugurada do Segurança Presente, que é coordenado pela Secretaria de Governo e Relações Institucionais. O governador Wilson Witzel e o vice-governador, Cláudio Castro, participaram do evento.

 

 

- Temos hoje aqui homens e mulheres comprometidos com o futuro do nosso estado. Vamos fazer o estado voltar a ser uma terra de esperança, o Rio de Janeiro já está neste caminho. O programa Segurança Presente é mais um exemplo de iniciativa que oferece dignidade ao povo – afirmou o governador.


Em Austin, a operação funcionará diariamente, das 8h às 20h, e atuará nas principais ruas do bairro, com 72 agentes fixos, entre policiais militares e agentes civis egressos das Forças Armadas, e três assistentes sociais que farão atendimentos na base. Além disso, todos os dias serão oferecidas 33 vagas para policiais militares que queiram trabalhar na folga.


- Este programa demonstra a plena preocupação do Governo do Estado com a segurança pública, não apenas na capital, não apenas nos centros comerciais, mas também em locais na Baixada e Zona Oeste – disse o secretário de Governo e Relações Institucionais, Cleiton Rodrigues.

 

Unidade de Austin, em Nova Iguaçu, é a décima-quinta a ser instalada pelo Governo do Estado

 

A operação tem como objetivo promover ações visando criar um ambiente seguro, além de realizar atendimento social, como o acolhimento de moradores em situação de rua.

O programa Segurança Presente já funciona na Lapa, no Centro, no Aterro do Flamengo, na Lagoa, em Ipanema, Leblon, Tijuca, Méier, Laranjeiras, Bangu, Botafogo, Copacabana, e nos municípios de Nova Iguaçu (duas unidades) e Niterói.
 
 

 

A intenção é que a prefeitura auxilie as famílias com rendar familiar de até três salários mínimos na elaboração dos projetos das edificações. O gerente do Banco de Brasil, Alexsandro Amaral, comentou que a agência já oferece muitas linhas de crédito que podem ajudar às famílias que desejam fazer seus projetos por conta própria. “Esse assunto já havia sido discutido e era uma demanda antiga do prefeito Samuca. Estamos estudando uma linha de crédito específica, mas enquanto isso, temos alternativas”, contou.

 

Vale ressaltar que apesar do mutirão do ‘Escritura Fácil’ ter sido iniciado recentemente, o programa já vem sendo trabalhado desde o início do governo.

 

Fotos: Carlos Magno