Governo do Estado e Tribunal Regional do Trabalho assinam acordo de cooperação

 Governo do Estado e Tribunal Regional do Trabalho assinam acordo de cooperação

Iniciativa permitirá intercâmbio e compartilhamento de informações sobre sistema de segurança penitenciária

 

O Governo do Estado e Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região do Rio de Janeiro assinaram, nesta terça-feira (22/10), um termo de cooperação que permitirá o intercâmbio e compartilhamento de informações, além de conhecimentos, metodologias, experiências e tecnologias sobre o sistema de segurança penitenciária. Durante a assinatura, no Palácio Guanabara, o governador Wilson Witzel destacou que ações como esta buscam o aprimoramento da administração estadual.

 

 

- Este acordo com o Tribunal Regional do Trabalho vai permitir que o Governo do Estado aperfeiçoe ainda mais os nossos profissionais. Com a nossa atual estrutura, com 5.300 agentes penitenciários, 53 mil presos e 40 presídios, é preciso valorizar a polícia judiciária do Rio de Janeiro porque não há como resolver o problema da segurança pública sem um sistema penitenciário que transforme a vida do detento – disse Witzel.

 

Vagas em cursos de capacitação e aperfeiçoamento profissional serão disponibilizadas para servidores dos órgãos participantes do convênio em suas respectivas escolas de formação e capacitação. O secretário de Estado de Administração Penitenciária, Alexandre Azevedo de Jesus, reforçou que a integração é um dos caminhos para uma estrutura

 

- A Seap já faz parte da rede nacional de inteligência penitenciária e, a partir deste acordo, outros compartilhamentos poderão ser realizados entre os órgãos. Um dos objetivos é promover a formação dos diretores de penitenciárias fluminenses, um cargo de extrema vulnerabilidade e risco – falou o secretário.

 

 

O presidente do TRT-RJ, desembargador José da Fonseca Martins Júnior, também ressaltou o avanço da relação entre os entes.

 

- Isto é fruto da interação do trabalho que vem sendo desenvolvido entre o TRT e o Governo do Estado. É um processo que vai aperfeiçoar as áreas de segurança, bem como o acesso às informações do Tribunal – finalizou o desembargador.

 

Fotos: Magá Jr.