Notícias - Barra Mansa

Prefeito Rodrigo Drable sanciona lei que torna a Casa Rosa utilidade pública

A instituição acolhe pessoas que buscam atendimento na Oncobarra

 

Na manhã desta sexta-feira (18), o prefeito Rodrigo Drable promoveu uma reunião para sancionar a lei que torna a Casa Rosa, localizada no Centro, utilidade pública. Estavam presentes na reunião a vice-prefeita Fátima Lima, o presidente da Câmara Municipal, Luiz Furlani, o secretário de Governo, Luis Antônio Cardoso e a presidente, a fundadora da Casa Rosa, Márcia Cristina Moreira e a pastora Cláudia Breves, voluntária psicanalista e ministra de cura interior da Casa Rosa.

Publicidade

A Casa Rosa é um projeto idealizado pelo grupo “Amor em Movimento”, com o intuito de acolher os pacientes em tratamento de câncer na Oncobarra (Serviço de Oncologia da Santa Casa de Barra Mansa). Ela é situada na Rua Santos Dumont, 182, em frente ao hospital. O projeto visa amparar as pessoas com câncer e seus familiares, visto que, o município recebe pessoas de todo o estado, dando atendimento psicosocial, alimento e descanso, além de todo carinho.

 

Segundo o prefeito Rodrigo Drable, o atendimento que a Casa Rosa proporciona é de grande importância. “Eu sancionei hoje a lei que a Câmara Municipal aprovou reconhecendo a utilidade pública da Casa Rosa, o que vai permitir que a prefeitura dê mais apoio a Márcia e as voluntárias desse trabalho tão bonito. Barra Mansa é um polo de atendimento de câncer no OncoBarra e o serviço que elas fazem de amparo as famílias é lindo e importantíssimo. Tenho muito orgulho do trabalho”, relatou Rodrigo, comovido.

 

A vice-prefeita Fátima Lima também falou emocionada sobre o trabalho. “Fico feliz por ter uma pessoa como a Márcia a frente da Casa Rosa, extremamente comprometida com a vida. Ela usou a dor dela a favor de outras pessoas, depois de passar por essa doença e isso é importante, nem todas as pessoas fazem assim. Ela é uma mulher usada por Deus para abençoar vidas e esse é mais um passo, mais uma conquista que ela teve para abençoar muito mais vidas”, relatou.

 

A concessão do título de Utilidade Pública a entidades, fundações ou associações civis significa o reconhecimento do poder público de que as instituições, em consonância com o seu objetivo social, são sem fins lucrativos e prestadoras de serviços à coletividade.

Publicidade

A presidente e fundadora da Casa Rosa, Márcia Cristina Ramos, falou o quanto essa lei irá ajudar a instituição. “Até o momento nós trabalhamos com doações e tínhamos que ficar pedindo, correndo atrás e, assim, deixamos de fazer e ganhar muitas coisas, porque não tínhamos esse reconhecimento de utilidade pública e acredito que isso vai abrir portas para nós. É uma recompensa, acho que é um ganho muito grande”, afirmou.

 

A Pastora Cláudia Breves, voluntária psicanalista e ministra de cura interior na Casa Rosa falou sobre o amor que existe nesse projeto. “Eu falo que trabalhamos em uma casa de amor e eu fico muito feliz por ela se tornar utilidade pública. A Márcia é uma guerreira e todos os voluntários se doam para trabalhar ali, tudo com muito amor, além do que, tem sido de grande utilidade mesmo, as pessoas saem dali amparadas. É uma honra estar aqui hoje e receber esse reconhecimento”.

 

Além disso, Rodrigo Drable anunciou em suas redes sociais juntamente com os presentes na reunião que a Casa Rosa precisa de doações, inclusive na parte de obras. Nos próximos dias, o carrinho para receber mantimentos que fica localizado no drive-thru de vacinação contra a Covid-19 no Parque da Cidade, será destinado à Casa Rosa, para ajudar na alimentação das famílias que buscam acolhimento e amparo na instituição.

 

Quem tiver interesse em fazer alguma doação por fora, basta entrar em contato através do número (24) 999438542.

Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021