Só hoje, foram vacinados quase dois mil moradores; município já vacinou mais de 127 mil pessoas

     Quem escolheu ir aos postos de saúde de Barra Mansa neste sábado, dia 27, não encontrou filas e foi rapidamente atendido e vacinado contra a febre amarela. A pedido do prefeito Rodrigo Drable e do secretário de Saúde Sérgio Gomes, todas as 49 unidades básicas de saúde ficaram abertas durante todo o sábado como parte do Dia D, campanha da Secretaria Estadual de Saúde de vacinação contra a febre amarela. Só hoje, foram vacinados 1972 moradores.

Foto: Paulo Dimas     

     A intensificação da campanha de vacinação começou no início do ano e já imunizou mais de 127 mil moradores. Somente em 2018, já foram 92 mil vacinados. Dos anos anteriores até 2016 foram 12 mil e em 2017 aproximadamente 23 mil. A meta da Secretaria de Saúde de Barra Mansa é vacinar a maioria da população a partir dos nove meses de idade, cerca de 155 mil. Para alcançar essa meta, ainda faltam pouco mais de 27 mil pessoas.

     De acordo com a Coordenadora do Setor de Imunização da Secretaria de Saúde de Barra Mansa, Marlene Fialho, o Dia D foi promovido pela Secretaria Estadual de Saúde para oferecer a vacina de forma ampla e acessível a todos. “Foi uma campanha estadual para facilitar as pessoas que trabalham durante a semana e não podem vir ao posto. Dessa forma, todos têm a oportunidade de se proteger”, afirmou.

     Como a maioria do público alvo em Barra Mansa já se vacinou, a tendência é que os postos fiquem sem fila nas próximas semanas. O pedido da Secretaria de Saúde é que as pessoas que ainda não se vacinaram, procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência e se protejam, já que a vacina é a forma mais eficaz de proteção contra a febre amarela.

     A coordenadora de Imunização enfatizou que todas as pessoas a partir dos nove meses de idade devem se vacinar e que a vacinação continuará disponível nas unidades de saúde de segunda a sexta-feira das 8 às 17h. “A Secretaria Estadual de Saúde tem nos enviado as doses de vacinação suficientes para atender toda nossa população. A recomendação é que não deixem para depois e se vacinem o quanto antes”, destacou Marlene Fialho.

RECOMENDAÇÕES 

     As pessoas acima de 60 anos devem passar por avaliação de um profissional de saúde. As mulheres que estão amamentando bebês menores de seis meses deverão suspender a amamentação por 10 dias após receber a vacina. Mulheres amamentando bebês maiores de seis meses podem se vacinar. A vacina contra febre amarela não é indicada para alérgicos a algum componente da vacina e a ovos e derivados, pessoas que realizam terapias imunossupressoras, portadores de doenças autoimunes e HIV, transplantados de medula óssea, pacientes com histórico de doença do Timo e doenças neurológicas de natureza desmielinizante, pessoas com baixa imunidade e em tratamento de quimioterapia e radioterapia.

 

Somente este ano foram 86 mil vacinas aplicadas

     O prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable tem reforçado a importância da vacinação dos moradores contra a febre amarela e buscado ampliar a vacina para todas as áreas do município. Segundo o secretário de Saúde Sérgio Gomes mais de 121 mil pessoas foram imunizadas. Somente em 2018, já foram vacinados 86 mil. A meta é imunizar 155 mil pessoas de nove meses de idade até 59 anos. Ainda faltam aproximadamente 34 mil.

Foto: Reprodução da Internet

     A vacinação continua durante a semana em todas as unidades de saúde das 8 às 17h. No próximo sábado, dia 27, o município participa da campanha estadual do Dia D de vacinação contra a febre amarela. Todas as unidades funcionarão das 8 às 17h.

 

VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AMARELA É AMPLIADA NA ZONA RURAL

     A Prefeitura de Resende iniciou esta semana o trabalho de vacinação da população da zona rural do município contra a Febre Amarela. As primeiras localidades visitadas pelos agentes foram Visconde de Mauá, Capelinha, Serrinha do Alambari, Fumaça e Pedra Selada, onde foram aplicadas 511 doses. O trabalho visa proteger os moradores das regiões mais afastadas que ainda estão expostos ao vírus por não terem recebido a vacina.

     De acordo com o Superintendente de Atenção Hospitalar, Aquiles André Touban Romar, o trabalho terá prosseguimento nos próximos dias, quando os agentes visitarão outras comunidades rurais, aplicando as doses únicas de 0,5ml da vacina, conforme orientação da Secretaria Estadual de Saúde. Desta forma, a população fica imunizada por toda a vida, sem a necessidade de reforços futuros, diferente das doses fracionadas, que imunizam por oito anos.

     A decisão de intensificar a vacinação também na zona rural do município, a exemplo do que ocorreu na zona urbana nas últimas semanas, ocorreu porque essas comunidades são as mais vulneráveis, já que os casos da doença registrados este ano no Brasil são de Febre Amarela silvestre (a Febre Amarela urbana não ocorre no país desde a década de 1940). A doença é transmitida pela picada de mosquitos que vivem na mata, principalmente na copa das árvores e, justamente por isso, os macacos costumam ser as primeiras vítimas da doença – um fato que acaba servindo de alerta para as autoridades.

     Até agora, 72 mil pessoas já foram vacinadas em Resende graças a um esquema especial montado pela Prefeitura e que inclui 35 pontos de imunização, sendo 32 Postos de Saúde, o Centro Municipal de Imunização, a UPA e a Santa Casa de Misericórdia, que passou a integrar a rede vacinal esta semana. Além disso, visando atender à população de forma mais ágil, a Prefeitura também montou campanhas volantes que ajudaram a reduzir consideravelmente o tempo de espera nas filas.

     Entre elas estão a campanha realizada no Centro Administrativo da Prefeitura, que beneficiou servidores e contribuintes nos dias 18 e 19, e a vacinação que aconteceu nesta quarta e quinta-feiras, dias 24 e 25, na sede da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, na Praça do Trenzinho, voltada principalmente para os trabalhadores do comércio. Além disso, a Prefeitura também está deslocando equipes para as empresas instaladas no município para vacinar os industriários. Ontem (quarta-feira, dia 24), 200 trabalhadores da montadora Nissan foram imunizados no primeiro dia da campanha.

Contra a dengue 

     Além do combate à febre amarela, com a vacinação em massa da população, a Prefeitura também continua trabalhando para manter a dengue sob controle na cidade, com baixos índices de notificação como ocorreu no ano passado. Para isso, agentes do Centro de Controle de Zoonoses estão fazendo visitas regulares às residências, bem como distribuindo materiais educativos que orientam a população sobre como se prevenir contra a doença.

     Desde o início deste ano, mais de 20 bairros já foram visitados. Entre eles estão o Jardim Primavera, Toyota, Jardim Aliança, Vicentina I e II, Santo Amaro, Fazenda da Barra I, II e III, Parque Embaixador, Paraíso, Castelo I e II, Jardim do Sol e Morro do Cruzeiro, entre outros.

 

Informação é falsa e não passa de boato

     A Prefeitura de Barra Mansa, por meio da Secretaria de Administração, vem a público esclarecer que as informações divulgadas em uma rede social acerca da realização de concurso público para suprir as necessidades de professores na Secretaria de Educação não são verdadeiras.

     Por enquanto, não está previsto nenhum concurso para o município, visto que o último certame realizado em 2016, não foi homologado, já que não existe legalidade para o ato, haja vista o processo administrativo para contratação da empresa BioRio, responsável pela organização do concurso não existir.

     A veracidade de publicações oficiais da prefeitura pode ser verificada no portal da transparência, no endereço eletrônico www.barramansa.rj.gov.br/transparencia.

 

22 blocos animam foliões até fevereiro em diversos bairros da cidade

     A partir desse fim de semana, os foliões de Volta Redonda já podem colocar fantasia e preparar o gingado. A festa começa amanhã,  sábado, 27, quando os três primeiros blocos estarão nas ruas para animar aqueles que já esperam pelo carnaval. A folia antecipada ocorrerá nos bairros São Carlos, Volta Grande III e Aterrado. Ao todo, em 2018, a cidade terá 22 blocos oficiais animando os foliões até fevereiro. Todos os grupos estão devidamente reconhecidos e com seus responsáveis cadastrados junto ao poder público e a autoridades de segurança pública.


     Marcado para começar às 10h deste sábado (27), o “Que Merda é Essa” é um dos destaques da programação. Os integrantes do bloco estarão desfilando e abrindo o Carnaval de Rua 2018 na Rua Fernando Tedesco (Rua 208), no São Carlos, das 10h às 20h. De acordo com o presidente e fundador, Hercílio Barbosa Saldanha (Ticão), o bloco com 60 ritmistas vai puxar o samba pelas ruas do Conforto. No Domingo, dia 28, será a vez dos blocos da Orla e LGBT Folia desfilarem pelo Volta Grande III e Aterrado.

     Através da Secretaria Municipal de Cultura, em conjunto com outras secretarias e órgãos públicos, a Prefeitura apoia o carnaval de rua, fornecendo a estrutura disponível como banheiros químicos, a presença da Guarda Municipal e parcerias com as polícias Militar e Civil, para que os desfiles dos blocos ocorram com tranquilidade e organização nos bairros. Cada bloco com a participação da comunidade que representa está contribuindo para o resgate da tradição do melhor carnaval de Volta Redonda nos últimos tempos, onde diversão combina com segurança.

Serviço será realizado até o dia 9 de fevereiro com foco na segurança dos estudantes

     A Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana iniciou nesta segunda-feira a vistoria semestral escolar. A vistoria acontece até o dia 9 de fevereiro, das 9h às 11h e das 13h às 16h.

Foto Geraldo Gonçalves - Secom - VR

     “É importante que os motoristas que trabalham com esse tipo de transporte faça a vistoria e garanta a qualidade do serviço prestado. Queremos que os estudantes tenham segurança e conforto”, ressaltou o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Wellington Silva.

     Os operadores permissionários, motoristas auxiliares e autorizados deverão apresentar alvará de Licença, Identidade, CPF, CNH, comprovante de residência, comprovante do INSS e certidão de feitos criminais. O veículo deverá ter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) de 2016/2017. Atualmente são 121 veículos que transportam aproximadamente 4 mil alunos.

     Os condutores autorizados, permissionários e auxiliares deverão atender à Resolução nº 168/04 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), apresentando Certificado de Conclusão de Atualização para Condutores de Escolares. O motorista auxiliar que comparecer com o veículo para vistoria, deverá trazer procuração do permissionário, devidamente registrada em cartório.

     “A não realização da vistoria implicará em aplicação de multa e cassação da autorização ou permissão para o transporte escolar, conforme o que está previsto na legislação em vigor”, explicou o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Wellington Silva.

SEGURANÇA DOS ALUNOS

     O diretor de transporte da SMTU, Reinaldo Ramos Silva, disse que a vistoria “é a garantia de segurança dos alunos e legalidade do transporte escolar”, e chama a atenção para um detalhe importante: “Vale ressaltar que no site da Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana estão relacionados todos os veículos que serão homologados para o transporte escolar, onde os pais podem consultar quem está legal. O nosso conselho é que todos os motoristas leiam o edital e compareçam dentro do prazo estabelecido para a devida vistoria semestral”.

     O motorista Paulo Wagner de Lima, 52 anos, que transporta crianças na rota do Jardim Amália a Vila Santa Cecília, elogiou a fiscalização da SMTU: “A gente fica mais tranquilo com esta vistoria porque o transporte com segurança, é um compromisso assumido por nós, condutores, com os órgãos públicos e com os pais dos estudantes, priorizando um serviço de qualidade para a sociedade. Temos que atender bem, sendo uma grande responsabilidade o transporte dessas crianças”, concluiu Paulo. 

Acidente causou contusão facial; Rodrigo está em observação e estado não é grave

     O prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable (PMDB) sofreu um acidente hoje, quinta-feira 25, na RJ 140 em Cabo Frio. De acordo com as informações, Rodrigo foi atropelado enquanto andava de bicicleta na rodovia que liga a cidade e Arraial do Cabo na Região dos Lagos. Segundo o boletim médico, seu estado não é considerado grave e ele passa por exames para verificar sua contusão facial.

Foto: Arquivo Pessoal/Internet

     Drable foi à cidade buscar sua filha que está de férias e praticava ciclismo na estrada Cabo Frio/Arraial quanto foi atropelado. Segundo informações, o Corpo de Bombeiros prestou os primeiros socorros e o encaminhou ao Hospital Dr Roberto Pillar.

     O secretário de saúde de Cabo Frio foi atender pessoalmente Rodrigo e informou que ele sofreu uma contusão de face sem gravidade. O prefeito de Cabo Frio, o médico Marquinho Mendes, ortopedista, foi ao hospital para acompanhar o estado de saúde do prefeito. Rodrigo ficará seis horas em observação e depois será liberado. 

CONFIRA A NOTA OFICIAL DA PREFEITURA DE BARRA MANSA

Nota Oficial

A Prefeitura de Barra Mansa informa que o prefeito Rodrigo Drable sofreu um acidente na manhã desta quinta-feira, dia 25, em Cabo Frio, ao ser atingido por uma moto enquanto praticava ciclismo. O acidente ocorreu na altura do KM-6 da RJ-140, estrada que liga Arraial do Cabo a Cabo Frio, na Região dos Lagos. O prefeito chegou a Cabo Frio na noite de quarta-feira, dia 24, para buscar a filha. Rodrigo Drable foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado para o Hospital Central de Emergências (HCE) onde foi atendido. Rodrigo não sofreu ferimentos graves e fez todos os exames. O prefeito já recebeu alta e nesta sexta-feira, dia 26, estará a caminho de Barra Mansa.

*

E no CECISA em Volta Redonda...

 

 

Volta Redonda reformula legislação sobre transporte coletivo; Lei reformula código de multas e sanções

     A melhoria contínua do conforto e da qualidade no transporte coletivo de passageiros em Volta Redonda segue como uma das prioridades do Governo Municipal. Além do início da renovação da frota e das vistorias semestrais, o prefeito Samuca Silva sancionou no último dia 4 a Lei 5448/2018, que entrou em vigor no dia 11, quando foi publicada. A legislação trata do código de multas e sanções para esse tipo de transporte, substituindo a deliberação 98 de 1966.

 

     “Os valores da deliberação eram muito defasados e não cumpriam o papel educativo. Queremos reduzir o índice de reclamações e oferecer um transporte melhor à população”, comentou Samuca Silva.

<<<<<<  CLIQUE E CONFIRA  AS  250  VAGAS  DE  EMPREGO  DISPONÍVEIS  EM  RESENDE 

     Indicada pela secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana, aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito, a nova legislação criou também um dispositivo para calcular o valor das multas com base na ufivre. O objetivo é que esses valores sempre se mantenham atualizados.

     “Antes, por exemplo, a multa por não parar em um ponto de ônibus era de R$ 14,80 e agora passa para R$ 258,30. Um veículo em más condições de conservação antes era multado em R$ 50,38 e agora a multa será de R$ 1.104,00”, explica o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Wellington Silva.

     A STMU indicou, e o prefeito remeteu a câmara de vereadores, que aprovou e ele sancionou em 4 de janeiro a Lei 5448/2018. Esta lei substitui a deliberação 98 de 1966 assinado pelo Sávio Gama e trata do código de multas e sanções de transporte coletivo em Volta Redonda, que tinha valores muito defasados e não cumpriam o papel educativo.

Página 182 de 197

Visitantes on-line

Temos agora 163 visitantes on-line

Estatísticas

Acessos
614538

Login do cliente

PUBLICAÇÃO

Cron Job Iniciado