III Festival Estudantil do Colégio Getúlio Vargas acontece em Volta Redonda

III Festival Estudantil do Colégio Getúlio Vargas acontece em Volta Redonda

Apresentações musicais, dança e teatro agitaram a manhã no Teatro Maestro Franklin de Carvalho Júnior

 

Estimular a inteligência emocional e desenvolver a expressão artística individual dos alunos. Esse é o objetivo do III Festival Estudantil do Colégio Getúlio Vargas, realizado nesta quarta-feira, dia 06, no Teatro Maestro Franklin de Carvalho Júnior, no bairro Laranjal. Sessenta alunos fizeram apresentações de música, dança e teatro para uma plateia de 650 estudantes, que conferiram as apresentações durante a manhã.

 

 

“A escola vai além dos conteúdos acadêmicos, ela trabalha também atividades socioemocionais. Essas atividades estimulam os alunos e contribuem para a integração e melhor socialização. Muitos não têm acesso a arte, a cultura e, através dessas ações, a escola passa a ser a mediadora de crescimento e desenvolvimento integral destes alunos”, explicou o prefeito Samuca Silva.

 

Para Marcus Pablo Melo, de 14 anos e Áurea Azevedo, 16 anos, cantar para uma plateia causa muita emoção. “Ficamos emocionados. Estar em um palco é muito bom. Eu desejo seguir carreira artística. Foi maravilhosa a experiência, acabamos tendo uma interação e conhecendo outras pessoas”, afirmaram os estudantes.

 

O projeto começou em 2017, durante as aulas de inglês do colégio, e tem os professores Sérgio Venegas, Alexandre Teixeira, Daniele Ramos, Edmilson Silva como responsáveis pela realização. Segundo a diretora do turno da manhã da unidade, Luciana Coelho, a atividade visa valorizar outros tipos de talentos. “Através do festival nossos alunos têm a oportunidade de desenvolver talentos até então desconhecidos por eles. Essas ações valorizam essa descoberta e estimulam o crescimento através da arte e da cultura”, disse Luciana.

 

Para a aluna Ana Carolina Silva, de 16 anos, que participou de dois festivais, a dança é motivo de muita alegria em sua vida. “Eu quero ser bailarina, sempre amei dançar. É o que me faz feliz. Fiquei nervosa, mas quando faço o que amo logo me solto e fica tudo bem”, contou.

 

 

 

O presidente da Fundação Educacional de Volta Redonda (Fevre), Waldyr Bedê, destacou a importância do evento. “O Festival Estudantil idealizado pela Professora Maria José, tomou corpo e passou a ser um evento de excelência, que faz parte do calendário anual do Colégio Getúlio Vargas. Nesse evento, os alunos quebram os paradigmas da vergonha, do preconceito e se apresentam naturalmente com total competência na arte da música, da dança. Vai muito além dos conteúdos de sala de aula. Cada apresentação é uma descoberta de talentos. Parabéns a Equipe Diretiva, professores e principalmente aos alunos”, declarou o presidente da Fevre.

 

Estéfano Cruz

Visitantes on-line

Temos agora 295 visitantes on-line

Estatísticas

Acessos
608668

Login do cliente

PUBLICAÇÃO

Cron Job Iniciado