Rio Smart Hub: ações vão trazer mais eficiência aos serviços públicos estaduais

Rio Smart Hub: ações vão trazer mais eficiência aos serviços públicos estaduais

Modernização da fiscalização contra sonegação fiscal nas barreiras foi uma das medidas apresentadas

 

O governador Wilson Witzel participou, nesta sexta-feira (1/11), da abertura do Rio Smart Hub – Tendências de Negócios e Tecnologia no Governo, promovido pela Secretaria de Estado de Fazenda e o Instituto Gartner. O evento discutiu possibilidades tecnológicas para dar mais eficiência aos serviços públicos estaduais.

 

 

Entre as iniciativas apresentadas no encontro está a modernização dos procedimentos de combate à sonegação fiscal nas barreiras instaladas em áreas estratégicas de acesso ao estado do Rio de Janeiro. O projeto, em fase de testes, conta com câmeras de alta resolução e reconhecimento facial de motoristas de caminhão de carga.

- É impressionante ver como a tecnologia pode nos ajudar resultando em 20% de aumento na arrecadação. O Rio Smart Hub é um importante evento. Sou favorável ao desenvolvimento de tecnologias, à pesquisa e ao desenvolvimento científico. Estamos fazendo a nossa parte e, certamente, vamos conseguir devolver um estado muito melhor do que recebemos – afirmou o governador.

 

Segundo o secretário de Estado de Fazenda, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho, a tecnologia testada contra a sonegação fiscal foi adotada após visita à China, em maio deste ano.

- Queremos trabalhar cada vez mais com inteligência, informação e sabedoria. Temos grandes possibilidades quando trabalhamos em conjunto e de forma integrada. O Rio Smart Hub é uma plataforma que irá reunir e integrar uma série de soluções para a prestação do serviço tornando o governo mais eficiente, mais prestativo e mais próximo da população. Este é mais um passo na via da reconstrução deste estado que é tão bonito e que olha para o futuro – ressaltou.

 

No evento, o secretário de Governo e Relações Institucionais, Cleiton Rodrigues, anunciou que o programa Barreira Fiscal, uma parceria da Secretaria da Fazenda com a Secretaria de Governo e Relações Institucionais, será remodelado.

- Estamos finalizando as discussões para remodelagem das nossas barreiras fiscais. Apenas três empresas com quem conversei disseram ter perdas anuais de R$ 6 bilhões. Será feita uma fiscalização completa, estamos firmando um convênio com a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Federal para tentar zerar o roubo de carga, coibir o contrabando, principalmente de cigarros, e a pirataria, que hoje é um forte meio de financiamento do tráfico de drogas e armas - disse.

 

 

Tecnologia contra a sonegação

As câmeras de alta resolução instaladas nos postos do estado do Rio de janeiro têm a capacidade de capturar imagens das placas dos veículos, além de permitir o reconhecimento facial dos motoristas de caminhões. O Governo do Estado pretende reunir e cruzar informações para atuar com inteligência no combate à sonegação fiscal. No total, 16 câmeras já estão em funcionamento no posto de Nhangapi, do programa Barreira Fiscal. A fase de testes tem duração de 60 dias. A modernização da fiscalização atenderá a toda a estrutura do programa Barreira Fiscal gradativamente.

- A massa de informações será compartilhada com outras pastas como as secretarias da Polícia Militar e Civil, bem como outras áreas. Estamos tratando estas informações de maneira permanente. É um trabalho de inteligência. Se um foragido passar pelo equipamento, por exemplo, isso chegará à PM e à Polícia Rodoviária Federal. Temos seguido a orientação dada desde o início do ano pelo governador Wilson Witzel: a de trabalhar de forma conjunta e integrada – acrescentou o secretário de Fazenda, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho.

 

Fotos: Maga Jr

Estéfano Cruz

Visitantes on-line

Temos agora 302 visitantes on-line

Estatísticas

Acessos
608672

Login do cliente

PUBLICAÇÃO

Cron Job Iniciado